Volta à página principal
Diário do Minotauro

Hércules, ou Heracles, era o filho de Júpiter e de Alcmene. Sua madrasta ciumenta, Juno, fez com que ele enlouquecesse. Devido à sua insanidade, Hércules matou sua mulher, Megara, e seus três filhos. Hércules exilou-se devido à vergonha causada por sua loucura. Decidiu perguntar ao Oráculo de Delfos o que ele deveria fazer para recuperar sua honra. O Oráculo disse-lhe para ir até Eurystheus, Rei de Micenas, e servi-lo por doze anos. O Rei Eurystheus não conseguia imaginar qualquer serviço que exigisse esforço do poderoso filho de Júpiter, então Juno desceu do seu palácio no Olimpo para ajudá-lo. Juntos, eles planejaram doze trabalhos a serem completados por Hércules.


Hércules aos pés do titã Atlas
O primeiro trabalho era matar o ameaçador Leão de Menéia.
O segundo era vencer a serpente de nove cabeças conhecida como Hidra.
O terceiro era encontrar o veado do chifre dourado e trazê-lo vivo.
O quarto era capturar um javali selvagem que aterrorizava o povo de Micenas.
O quinto foi limpar, num único dia, os estábulos e Augean, onde milhares de vacas estavam alojadas.
O sexto era destruir os Stymphalian, pássaros devoradores de homens.
O sétimo era capturar um touro selvagem de Creta.
O oitavo era capturar as quatro éguas carnívoras da Trácia.
O nono era obter o cinto da deusa das Amazonas, Hippolyta.
O décimo era capturar o gado de Geryon, o monstro de três cabeças e seis braços.
O décimo primeiro era conseguir as maçãs douradas das Hesperides.
O décimo segundo era trazer o cão de três cabeças, Cerberus, vigia do mundo subterrâneo, para a superfície.